Melhores FILMES de 2015

star_wars_poster_full.0.0

Confira nossas escolhas (inusitadas ou não) para os melhores filmes que a equipe de O Pastel Nerd viu no ano passado

2015 foi um bom ano para o cinema. Ou, ao menos, melhor que muitos. Nossa equipe escolheu os filmes que mais gostou no ano que passou, entre lançamentos e velharias às quais ainda não tínhamos sido apresentados. Confira a lista de cada um dos colaboradores e indique os seus favoritos nos comentários!

Ben Santana:

Ben 02Ben 03star_wars_poster_full.0.0

1) 007 Contra Spectre
O filme dirigido por Sam Mendes conseguiu amarrar muito bem toda uma mitologia particular que foi construída na fase de Daniel Craig. Se o ator resolver realmente não repetir o papel, Spectre é um final digno para esse pedacinho da história de cinematográfica de James Bond.

2) O Homem-Formiga
Convenhamos… apesar de sua importância histórica, o Homem-Formiga era um completo desconhecido do grande público. Fazer um filme com ele poderia dar muito errado. Só que não deu. Foi uma ótima surpresa. Que venham os próximos.

3) Star Wars – Episódio VII: O Despertar da Força
Impossível não colocar esse filme aqui. Por todas as razões que vocês já devem ter lido inúmeras vezes nessas últimas semanas. Mas, principalmente, porque quando comecei a assistir o filme, voltei a ter nove anos de idade. Se isso não é motivo suficiente para ele estar em uma lista assim, não sei o que é.

Carlos Alberto Bárbaro:

Mad Maxmartian_ver6Cop-Car-poster

1) Mad Max: Estrada Da Fúria
A pá de cal definitiva naquela discussão que opõe arte a diversão. O setentão George Miller entrega um filme empolgante, com um mínimo de diálogos, que deixa no chinelo tanto os usuais blockbusters quanto os filmes-cabeça europeus ou de outras latitudes. Cheio de som e de fúria, sim, mas, desafiando o adágio do bardo, com camadas e camadas de significações.

2) Perdido em Marte
Qual foi a última vez em que um filme nos fez acreditar na humanidade? Se não fosse pelas suas outras fartas qualidades, somente esta já garantiria esta saudável volta de Ridley Scott ao panteão dos grandes diretores.

3) A Viatura
Talvez o mais injustiçado dos grandes filmes do ano, tanto que só teve lançamento no agonizante mercado de DVDs por aqui. Um excelente suspense que poderia ter saído direto dos anos 1970, sobre o velho e batido tema do rito de passagem da infância para a idade adulta. A sequência inicial, em que os dois protagonistas mirins desfilam um rosário de palavrões, alguns cabeludos, outros nem tanto, já te coloca direto no filme. E Kevin Bacon de vilão ensandecido? Quem precisa de mais?

Eduardo Marchiori:

birdman-clickstar_wars_poster_full.0.0Mad Max

1) Birdman, ou A Inesperada Virtude da Ignorância
Filme de 2014, mas que só estreou este ano nos cinemas brasileiros. Tem uma trama inteligente e uma direção perfeita que passa a impressão que o filme foi gravado num único take. Divertido, dramático, nonsense, explora a metalinguagem para criticar a si mesmo. Não tem como ficar indiferente.

2) Star Wars – Episódio VII: O Despertar da Força
Num ano recheado de retornos de velhas franquias (tivemos 007, Jurassic Park, Exterminador do Futuro, Mad Max), a melhor ainda foi Star Wars. Além de trazer de volta velhos conhecidos, teve o mérito de passar a tocha para uma nova geração com uma história com quase a mesma magia do primeiro (quarto) filme. O diretor J. J. Abrams merece aplausos por esse presente aos fãs.

3) Mad Max: Estrada da Fúria
F
ilme muito bom, com qualidade técnica inquestionável, personagens bem explorados, cenas de ação muito bem dirigidas, com perseguições, explosões, tiroteios e heróis cuja moral se confunde às vezes com a do vilão – mesmo assim adoramos torcer por eles. Não tem como não entrar na lista de melhores.

Fábio Ochôa:

star_wars_poster_full.0.0Mad MaxDuna de Jodorowsky

1) Star Wars – Episódio 7: O Despertar da Força
Personagens carismáticos, clima de matinê, grandeza emocional e uma segurança, calma e economia ímpar na hora de contar uma história. Tudo que fazia Star Wars ser Star Wars está de volta. Ainda bem.

2) Mad Max: Estrada da Fúria
Personagens grandiosos, míticos, maiores que a vida e pequenos detalhes que contam uma história inteira em um filme que reinventa o conceito de cinema de ação. Quem disse que toda unanimidade é burra?

3) Duna de Jodorowsky e O Expresso do Amanhã (empate)
Que sinuca. Escolher o documentário sobre o filme que poderia ter mudado a história do cinema ou o melhor filme de ficção dos últimos 17 anos? Ambos, uma bela amostra do poder do cinema. Não tem como escolher apenas um.

Gustavo Daher:

star_wars_poster_full.0.0editor1Miami Connection

1) Star Wars – Episódio VII: O Despertar da Força
O filme mais aguardado do ano para mim. Cumpriu todas as expectativas com honras. J. J. Abrams realizou um grande trabalho e conseguiu fazer que a franquia voltasse a ser uma aventura sci-fi divertida e com ótimos e carismáticos personagens.

2) The Editor
Uma grande homenagem/paródia aos giallos e em especial aos filmes de Mario Bava (pela belíssima fotografia), Lucio Fulci (pela fartura de gore) e Dario Argento (pelo roteiro rocambolesco). Realizado com grande competência pelos malucos do Astron-6, que já haviam nos entregado os também absurdos e divertidíssimos Father’s Day e Manborg. Se você curte cinema de gênero, é bom ficar de olho nessa galera.

3) Miami Connection
Esse é simplesmente um dos melhores filmes já feitos pela humanidade. A obra-prima realizada em 1987 conta a história de uma banda de órfãos praticantes de tae kwon do que se envolvem em conflitos com traficantes de cocaína ciumentos, uma banda concorrente cheia de rancor no coração, motoqueiros ninjas e toda sorte de capangas. O filme esbanja pancadaria, atuações horríveis e músicas grudentas. Um clássico.

Maurício Muniz:

Mad MaxHolmesstar_wars_poster_full.0.0

1) Mad Max: Estrada da Fúria
Admito, nunca fui grande fã dos filmes de Mad Max: seu ambiente pós-apocalíptico sempre me pareceu meio falso. Mas essa retomada da série é impressionante devido às cenas de ação espetaculares e feitas à unha, o incrível visual e os personagens que cativam o expectador mesmo se mal abrem a boca. Pra ver e rever.

2) Sr. Holmes
Não virá mais para os cinemas nacionais, mas é essencial para fãs harcore de Sherlock Holmes. Aqui, o detetive tem 94 anos e está aposentado, mas ainda é assombrado por seu último e trágico caso. Não há tiros, socos ou correrias, mas é uma bela visão de um personagem tão amado, com uma profunda exploração de sua personalidade. Ian McKellen mereceria uma indicação ao Oscar, assim como a excelente maquiagem.

3) Star Wars – Episódio VII: O Despertar da Força
Após aqueles três filmes terríveis da trilogia inicial (chega de nos enganar, é hora de admitir isso), Guerra nas Estrelas volta ao básico com uma aventura divertida, interessante, trágica, emocionante… como era a saga antes de George Lucas esquecer que cinema deve ser mais emoção que pirotecnia, efeitos especiais e Jar Jar Binks.

Wilson Simonetto:

star_wars_poster_full.0.0Expressobirdman-click

1) Star Wars – Episódio VII: O Despertar da Força
Embora eu prefira Star Trek, o novo filme de Star Wars teve o mérito de fazer um reboot, disfarçado de continuidade. O filme soube recuperar fãs da trilogia original (ou única, dependendo do gosto) apresentando personagens e situações familiares, mas introduzindo heróis novos e interessantes. Ponto para Disney que preferiu não ouvir as sugestões de George Lucas e seguiu seu próprio caminho.

2) Expresso do Amanhã
Um filme que mostra o quanto quadrinhos podem ser ótimas fontes de ideias, sem depender do gênero dos super-heróis. Uma história bem trabalhada e um elenco afinado que inclui nosso bom Capitão América, Chris Evans, mas com destaque para John Hurt e Ed Harris. Um espetáculo de ção e violência em boa medida, com um visual interessante, proporcionado pelo diretor sul-coreano, Joon Ho Bong, de O Hospedeiro.

3) Birdman, ou A inesperada virtude da ignorância
Um filme que assisti com uma expectativa totalmente diferente do resultado. E que grata surpresa. A redenção para Michael Keaton em um papel que reflete sua própria carreira. Diálogos bacanas, elenco com boas atuações, situações inusitadas e um final inesperado. A lamentar: a perda do Oscar para Keaton.

(Em tempo: não assisti Mad Max, para meu arrependimento, pelo que pude ver em todos os lugares. Uma mancha no currículo que resolverei em breve.)

Clique no ícone abaixo e curta O PASTEL NERD no FACEBOOK para não perder nossas atualizações:

Facebook

Leia também:

Crítica: PERDIDO EM MARTE

Crítica: 007 CONTRA SPECTRE

Crítica: MAD MAX: ESTRADA DA FÚRIA

 

Anúncios

3 comentários sobre “Melhores FILMES de 2015

  1. Poxa, esquecerem de Beasts of no Nation. Além de ser um dos melhores filmes do ano, foi lançado direto para o Netflix.
    Aqui vai minha listinha:

    Mad Max
    Uma trama que consegue até nos mínimos detalhes, deixar o espectador atento. George Miller, um homem de talento e competência prova que certas coisas simplesmente não se desaprendem e entrega um filme divertido e visualmente deslumbrante.

    Beasts of no Nation
    Violência, loucura e sede de poder dão as nuances no conturbado ambiente de guerra gerando um ciclo vicioso de tragédias no qual nem os mais novos são poupados. E por ser tão cru, violento e, por mostrar a guerra sem glamour, para mim é um dos melhores filmes do ano

    DivertidaMente
    Uma trama simples, mas com uma entrega muito competente, o filme consegue levar para o mainstream discussões sobre perda e depressão com leveza e sutileza de modo pouco explorado ao literalmente dar personalidade aos sentimentos.
    Quando se fala em Pixar, normalmente a mídia a trata como uma unidade onde todas as cabeças trabalham juntas no mesmo projeto desde seu inicio. Mas é obvio que não é assim, a Pixar tem seus diretores e cada um tenta dar seu tom a cada história sob a tutela de John Lasseter, o produtor executivo e um dos donos do estúdio. Onde quero chegar é que vale destacar o trabalho de Peter Docter, o diretor de DivertidaMente, em conduzir a trama e suas personagens de modo a superar seu trabalho anterior no estúdio “Up”.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s