WESTWORLD: Origens e Curiosidades

westworld

Um filme de ficção científica de 1973 deu origem ao novo seriado da HBO. Descubra curiosidades sobre o filme, sua continuação e o seriado anterior… que foi um fracasso

Por Maurício Muniz

01O seriado Westworld estreou esta semana na HBO e o canal espera que se torne um sucesso tão grande quanto Game of Thrones. Mas as origens do seriado estão em um filme dos anos 1970 que deu origem a continuações e até a um outro seriado de TV que não fez sucesso. Conheça algumas curiosidades sobre as versões anteriores deste curioso mundo.

Michael Crichton é mais conhecido como o autor do livro O Parque dos Dinossauros, mas também teve uma carreira como roteirista e diretor de cinema. Essas foram as funções que Crichton desempenhou no filme Westworld: Onde Ninguém tem Alma (Westworld), lançado nos cinemas americanos em 1973.

A trama apresentava um parque de diversões para adultos, chamado Delos, que disponibiliza três cenários para seus visitantes: um reino medieval, uma cidade na roma antiga e outra do velho oeste, que era o mais procurado. Todos eram habitados por avançados robôs com peles sintéticas que imitam a forma humana e estão programados para interagir com os visitantes, inclusive aceitando seus avanços sexuais.

Mas, o que parece ser um lugar perfeito para tirar férias logo torna-se um completo pesadelo quando um problema técnico afeta a programação dos robôs e eles passam a matar os visitantes. Dois amigos que passam férias na cidade do velho oeste, Peter (Richard Benjamin) e John (James Brolin), se tornam alvos de um implacável pistoleiro cibernético (interpretado pelo astro Yul Brynner) que os caça incansavelmente por todos os cenários do parque.

BASTIDORES

Cineasta Fantásticoannex-brynner-yul-westworld_nrfpt_04
Michael Crichton estreou na direção cinematográfica com Westworld, mas comandaria também outros filmes famosos de ficção científica, ação e suspense, entre eles Coma, O Primeiro Assalto de Trem (ambos de 1978) e Runaway: Fora de Controle (1984). Em 1999, dirigiu anonimamente algumas sequências de O 13º Guerreiro, filme creditado a John McTiernan.

Sucesso Surpreendente
Westworld foi produzido pela Metro-Goldwyn-Mayer ao custo inicial de US$ 1 milhão, mas durante as filmagens o estúdio acrescentou mais US$ 250 mil ao orçamento. O investimento valeu a pena: o filme rendeu mais de US$ 10 milhões apenas nas bilheterias americanas, uma boa arrecadação para um filme de baixo orçamento à época. A crítica especializada também elogiou a produção.

Robô sem Destino
O visual do pistoleiro robótico interpretado por Yul Brynner era uma homenagem ao personagem Chris Larabee Adams, que ele interpretara no clássico faroeste Sete Homens e Um Destino (1960) e em suas continuações.

the-magnificent-seven-2016Sexo Cibernético
O filme traz algumas cenas discretas de sexo entre os visitantes e robôs-femininas. Mas, em sua biografia, Yul Brynner contou que mais de 10 minutos de cenas bastante eróticas teriam sido cortadas da edição final. Contudo, essa alegação nunca foi confirmada pelos produtores ou por Crichton e as cenas nunca vieram à tona.

Diversão Cara
Na trama, o preço para visitar Delos era de 1.000 dólares por dia para cada visitante. Em valores atualizados, equivaleria a cerca de 5.500 dólares – ou 18.000 reais. Provavelmente ainda vale mais a pena visitar a Disney…

Vírus Tecnológico
Westworld foi o primeiro filme a usar o termo “vírus de computador”, que tinha surgido no mundo real no ano anterior. Michael Crichton sempre foi interessado em computadores e tecnologia.

Bordel Estelar
Majel Barrett, intérprete da enfermeira Christine Chapel (em Star Trek) e da embaixadora Lwaxana Troi (em Star Trek: A Nova Geração), além de ser mulher de Gene Roddenberry, tem um pequeno papel no filme como a dona do bordel da cidade do velho oeste.

06

Trabalho Cansativo
O filme foi rodado em exatamente 30 dias. Crichton fez o possível para não estourar seu orçamento e tempo destinado pelo estúdio às filmagens. Foi um processo tão cansativo que, após o lançamento, ele tirou um ano de férias e só voltou a dirigir outra produção cinematográfica cinco anos mais tarde.

Outro Parque
Michael Crichton usou uma trama parecida (formas de vida criadas pela ciência fogem ao controle em um parque de diversões e começam a matar os visitantes) em sua obra mais conhecida, o livro O Parque dos Dinossauros, lançado em 1990. O livro chegou às telas pelas mãos de Steven Spielberg em 1993, exatamente vinte anos após o lançamento de Westworld.

04

CONTINUAÇÕES E VERSÕES

Mundo Futuro05
O sucesso de Westworld levou a MGM a desenvolver uma continuação, chamada Futureword, mas o estúdio abandonou a produção para investir em outro filme de ficção científica, Fuga no Século 23 (1976). Assim, Futureworld foi assumido por outro estúdio, a American International Pictures. Estrelado por Peter Fonda e lançado em 1976, o filme não teve envolvimento do elenco ou equipe do primeiro filme, mas foi bem recebido pela crítica. A produção não se saiu bem na bilheteria, mas tem a distinção de ser o primeiro filme a trazer uma sequência toda criada em computação gráfica e ser o primeiro filme americano lançado na China Comunista, em 1979. No Brasil, recebeu o título de Ano 2003: Operação Terra.

beyond-westworld-tv-adAlém do Cinema
Em 1980, a rede CBS lançou uma série de TV chamada Beyond Westworld que continuava a história dos filmes. Desta vez, um cientista chamado Quaid toma o controle do parque Delos e planeja usar os robôs para dominar o mundo. John Moore, o chefe de segurança do parque, descobre as intenções de Quaid e tenta detê-lo. No final das contas, o herói não precisou se dar ao trabalho: após índices baixíssimos de audiência, a série foi cancelada após a transmissão de seu terceiro episódio.

O Exterminador de Westworld
Em uma entrevista durante o lançamento de O Exterminador do Futuro (1984), Arnold Schwarzenegger comentou que se inspirou na interpretação de Brynner para a composição de seu androide assassino. Em 2007, algumas revistas de entretenimento trouxeram a informação de que a Warner planejava uma refilmagem de WestWorld com Schwarzenegger no papel do pistoleiro assassino e que Quentin Tarantino havia sido convidado a dirigir o filme.

james-marsden-evan-rachel-wood-westworld

O NOVO SERIADO

Não é TV, é HBOwestworld-hbo-poster
Em 2013, a Warner anunciou que começara a trabalhar em uma série para a HBO baseada nos conceitos originais criados por Michael Crichton. Os criadores da série são Lisa Joy (roteirista das séries Pushing Daisies e Burn Notice) e Jonathan Nolan (roteirista de filmes como O Cavaleiro das Trevas, O Cavaleiro das Trevas Ressurge e Interestelar). A produção executiva ficou a cargo de Joy, J.J. Abrams (Star Trek: Além da Escuridão, Star Wars: Episódio 7 – O Despertar da Força) e Bryan Burk (Cloverfield, Super 8). Originalmente, a série estrearia em 2015, mas alguns problemas na produção atrasaram em um ano o lançamento.

…E Grande Elenco
A série tem um elenco de estrelas do cinema, a começar por Anthony Hopkins (O Silêncio dos Inocentes, Thor) que terá um papel regular em uma série de TV pela primeira vez em sua carreira. Outros nomes conhecidos do público são James Marsden (X-Men, Superman: O Retorno); Evan Rachel Wood (True Blood, O Lutador); Thandie Newton (Missão Impossível II); Ed Harris (A Rocha, O Segredo do Abismo), Rodrigo Santoro (300, Hoje é Dia de Maria) e Jeffrey Wright (007: Cassino Royale).

02

Múltiplos Personagens
Hopkins interpreta o Dr. Robert Ford, diretor do Parque Delos, mas a maior parte do elenco fará papéis de robôs. Para atrair tantos nomes de peso para interpretar seres artificiais em uma série de TV, a HBO e a Warner ofereceram a eles personagens que podem mudar de tempos em tempos. Assim, um robô pode ser morto em um episódio e voltar com uma identidade e personalidade completamente diferentes após ser reconstruído. Segundo as agências de talento – que representam os atores -, seus clientes ficaram empolgados com as diversas possibilidades para bons papeis que a série apresenta.

santoro-1275x608Videogame Realista
Os roteiristas querem trazer elementos sombrios para a série e tramas que pretendem explorar as ansiedade do mundo atual e como a tecnologia se tornou imersiva. O Parque Delos seria como o videogame mais realista do mundo, no qual os visitantes interagem com os personagens, podem tocá-los e até fazer sexo com eles, mas também sofrem as consequências quando alguns elementos do “jogo” saem do controle. As teorias mais recentes do físico Stephen Hawking, segundo as quais existem riscos de a Inteligência Artificial fugir ao controle dos humanos e se voltar contra os homens, também foram levadas em consideração na composição da série.

Se você perdeu a estreia da série no dia 02 de outubro, confira a programação para assistir às reprises e não perder os próximos episódios: http://www.hbomax.tv/.

MauMaurício Muniz é jornalista, tradutor e editor de livros, revistas e HQs. Se ele pudesse escolher um mundo de fantasia para habitar, gostaria que fosse naquele lendário reino perdido chamado “Mansão da Playboy”…

Clique abaixo e curta O PASTEL NERD no FACEBOOK e no TWITTER
para não perder nossas atualizações:

FacebookTwitter-Logo

Leia também:

10 RAZÕES pelas quais a DC COMICS quase sempre foi MELHOR que a MARVEL

SMALLVILLE: a série que SALVOU a DC na Televisão

Entre Balões: Explicando o (complicado) MULTIVERSO da DC COMICS

 

Anúncios

4 comentários sobre “WESTWORLD: Origens e Curiosidades

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s