LEGION: Vimos o primeiro episódio do novo seriado dos MUTANTES da MARVEL

15590692_10154747020132488_2201604669235057392_o

Um personagem menor do universo dos X-Men se torna o astro de uma interessante adaptação para a TV. Mas qual a ligação da série com os quadrinhos e com o cinema?

Por Maurício Muniz

Surgido na metade da década de 1980 no gibi dos Novos Mutantes, o personagem David Haller nunca teve grande destaque nas histórias dos X-Men. Filho bastardo do professor Charles Xavier, mentor dos X-Men, Haller tem poderes inusitados: dono de múltiplas personalidades, ele apresenta um poder diferente a cada vez que uma de suas identidades assume o controle: pode ser telecinésia, pirocinésia ou qualquer outra habilidade. O maior destaque que o personagem teve nos quadrinhos ocorreu quando tentou voltar ao passado para matar o maior inimmigo de seu pai, o vilão Magneto, mas acabou matando o próprio Xavier por engano, o que desencadeou o evento A Era de Apocalipse, um marco dos quadrinhos nos anos 1990 – mesmo se a saga, que mostrava o efeito negativo causado no mundo pela ausência de Xavier, não era lá essas coisas.

landscape-1465461554-david-haller-legion

E o que isso tem a ver com a nova série de TV, Legion, que estreia no canal FX em 09 de fevereiro? Quase nada, na verdade.

legion-series-fx-marvel-dan-stevensCriada por Noah Hawley, produtor do elogiado seriado Fargo, a série acompanha David Haller (Dan Stevens, de Downton Abbey), um jovem que sofre de esquizofrenia e já passou por diversas instituições mentais ao longo dos anos. Sua vida foi marcada por momentos estranhos, em que experimentou fenômenos estranhos que indicam que ele teria poderes sobre-humanos.legion-review-fx

Na última instituição em que foi internado, porém, ele conhece e se apaixona por Syd Barret (Rachel Keller, também vista em Fargo), uma garota que não permite ser tocada por ninguém. E por um bom motivo: quando ela e Haller finalmente entram em contato físico, os poderes mutantes da garota vêm à tona e ela e Haller trocam de corpos em meio a uma explosão de estranhos efeitos colaterais, que mata várias pessoas. A troca de corpos permite a Haller fugir da instituição onde está preso, mas logo ele se passa a ser perseguido pelo governo, que descobriu a existência dos mutantes e deseja estudá-los. Capturado, David se descobre em uma base secreta do governo, prestes a ser interrogado e torturado, enquanto relembra fatos de sua vida – às vezes de maneira precisa, às vezes com algumas alucinações envolvidas.

legion-tv-spot

Originalmente planejada para fazer parte do universo cinematográfico dos X-Men, Legion teve o foco mudado e agora, segundo os produtores, se passa em uma realidade alternativa. No primeiro episódio, por exemplo, não há nenhuma menção aos X-Men ou ao professor Xavier. A única conexão que parece ter saído dos quadrinhos é a aparição de um estranho ser visto por Haller de tempos em tempos, em alucinações, que talvez seja o Rei das Sombras, velho inimigo de Xavier nos quadrinhos e que já dominou o filho do professor por um período.

9

A desassociação com a série de filmes dos X-Men faz bem à série. Legion deixa clara sua intenção em ser um produto mais cerebral, que dará mais atenção ao aprofundamento dos personagens e a alguns mistérios que às cenas de ação. O visual é caprichado, com uma mistura de retrô (as roupas de alguns personagens parecem ter saído diretamente dos anos 1970) e o ultramoderno (com equipamentos tecnológicos pra lá de avançados). O elenco LEGION -- Pictured: Dan Stevens as David Haller. CR: Frank Ockenfels/FXtambém é ótimo. Stevens suprime seu sotaque inglês e investe bem no “ar doidão” de Haller. Keller é cativante como a heroína algo ingênua, mas de personalidade forte. Aubrey Plaza (do ótimo Sem Segurança Nenhuma) tem um papel pequeno como Lenny Busker, amiga também internada de Haller, mas seu papel deve crescer nos próximos episódios. Já a sempre competente Jean Smart, de O Contador, faz a líder de um grupo de mutantes foragidos. A trilha sonora é outro destaque, com Pink Floyd e outras opções menos convencionais.

Com uma primeira temporada de oito episódios apenas (vantagem em relação a séries como Jessica Jones, da Netflix, que forçam a barra para criar 13 episódios por temporada quando funcionariam melhor com metade disso), vale a pena conhecer Legion e se envolver em seus mistérios. Estranho e fora da curva, é mais ou menos como um gibi de mutantes escrito por Grant Morrison, Peter Milligan ou algum outro roteirista da linha Vertigo. Se não perder o rumo, pode se tornar uma das séries favoritas dos fãs de super-heróis na atualidade.

Cotação:

4-pasteis

MauMaurício Muniz é jornalista, tradutor e editor de livros, revistas e HQs. Lê quadrinhos dos X-Men há mais de 30 anos e, pelo visto, seu poder mutante é o o de atrair gente chata e fumaça de cigarro

Clique abaixo e curta O PASTEL NERD no FACEBOOK e no TWITTER
para não perder nossas atualizações:

FacebookTwitter-Logo

Leia também:

10 RAZÕES pelas quais a DC COMICS quase sempre foi MELHOR que a MARVEL

SMALLVILLE: a série que SALVOU a DC na Televisão

Entre Balões: Explicando o (complicado) MULTIVERSO da DC COMICS

Anúncios

5 comentários sobre “LEGION: Vimos o primeiro episódio do novo seriado dos MUTANTES da MARVEL

  1. “mesmo se a saga, que mostrava o efeito negativo causado no mundo pela ausência de Xavier, não era lá essas coisas.”

    Agora me veio a mente aquele Maurício da saudosa Wizard que espinafrava os mutunas do Lobdell na Seção de cartas. Bons e velhos tempos!!!
    Ah, propósito, como o Surfista Prateado faz xixi? Entendedores entenderão… kkkk

    Sobre Legião, ia passar batido por essa série, mas agora bateu a curiosidade.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s