O filme de Ficção Científica que todo fã do gênero deveria assistir

The Man from Earth ganhou uma continuação, mas o original ainda é um filme essencial e pouco conhecido do gênero fantástico

Por Maurício Muniz

the-man-from-earth

Já escrevi sobre esse filme pra revista Mundo dos Super-Heróis, já escrevi sobre ele rapidamente pra Mundo Nerd, já falei sobre ele em podcasts (o finado Antiprograma), já indiquei aos amigos… É, talvez, o mais perfeito filme de ficção científica que é também um tanto imperfeito, pois foi feito quase sem dinheiro nenhum e, definitivamente, não é pra todo mundo.

O filme é The Man from Earth, de 2007, que pode ser traduzido como “O Homem da Terra”, um título que talvez exprima muito bem a premissa (e vou evitar dar spoilers):

Um dia, um professor de colégio, chamado John Oldman (David Lee Smith), reúne colegas de trabalho para uma reunião de despedida porque está prestes a mudar de cidade e de emprego. Oldman é um sujeito amado pelos colegas e pelos alunos e todos sentem muito que ele esteja indo embora. Em meio a esta reunião quase emotiva, ao ser questionado sobre seus motivos para partir, um Oldman algo consternado faz uma pergunta a seus colegas.

1723F53E4F23DEA814

“E se houvesse um homem imortal andando sobre a Terra há 14 mil anos? Um homem das cavernas que, um dia, percebeu que não morre como os outros de sua tribo e resolve cruzar o mundo, conhecer culturas, aprender? E se esse homem que nunca morre conseguisse empregos como professor, mas, a cada dez anos, tivesse que ir embora, desaparecer e adotar uma nova identidade, antes que todos começassem a perceber que ele nunca envelhece? Quem esse homem teria conhecido ao longo da história, do que teria participado, do que teria sido testemunha?”

O que a princípio parece um mero jogo intelectual, logo se torna uma discussão estranha. Seria Oldman esse imortal? Os amigos sempre disseram como ele não parece ter envelhecido um dia desde que apareceu em suas vidas? E aquele quadro que ele tem em casa, não parece um Van Gogh nunca antes visto? E porque ele evita ser fotografado? A situação aos poucos fica tensa e toma um rumo surpreendente, com ideias, discussões e conceitos que envolvem religião, filosofia, humanismo, medicina e outras questões, com alguns conceitos que poderiam até ser ofensivos e profanos pra alguns. Até o desfecho em que… Rá. Não, não vou contar.

The Man from Earth foi o último roteiro escrito por Jerome Bixby, um dos mais importantes roteiristas de seriados como Star Trek Além da Imaginação. O roteiro foi finalizado em 1997, em seu leito de morte, ditado em parte para seu filho até poucos dias antes de Bixby morrer. Só dez anos depois, o filme se tornou realidade, com um orçamento miserável de 200 mil dólares, sob a direção do quase desconhecido Richard Schenkman. O elenco traz alguns nomes conhecidos do elenco de Star Trek e de outras produções de ficção e fantasia.

É um filme de ideias… e por isso mesmo, não é pra qualquer um. Explico: pelo orçamento limitadíssimo, é um filme de pessoas conversando numa sala. Só. Não tem efeitos especiais, não tem recriações de outras épocas, nada assim. É filme de blábláblá… mas o blábláblá mais legal, interessante e inteligente possível, com um elenco afiado e algumas caras conhecidas da ficção científica.

The Man from Earth 2

É um filme especial por vários motivos. Pelo seu roteiro. Pela criatividade da produção de poucos recursos. Pelas ideias e discussões. Pelos vários e vários prêmios que ganhou no universo da ficção científica. Por ter, depois, se tornando uma peça de teatro levada por várias companhias ao redor dos Estados Unidos.

Se não bastasse tudo isso, aí vai uma das coisas mais admiráveis sobre o filme. Ele não conseguiu distribuição para os cinemas, ele teve uma exibição na San Diego Comic Con e foi lançado diretamente em vídeo em 2007. Não demorou e, claro, o filme foi pirateado e passou a ser compartilhado “ilegalmente” na internet. E aí veio a mágica: o filme começou a ser visto, discutido e indicado por milhões de pessoas ao redor do mundo que não o veriam de outra maneira. A pirataria tornou o filme famoso, a ponto de os produtores serem contatados por pessoas que queriam pagar retroativamente por terem visto o filme. O DVD começou a vender muito bem, seja pra quem já tinha visto, seja pra quem ouviu falar bem. O diretor até criou uma página de doação e muita gente mandou dinheiro, contribuiu para o filme se pagar e até dar um certo lucro.

Se isso não mostra o quão especial, peculiar e diferente esse filme é, não sei o que mais 33640702_samostraria.

Dez anos depois, os produtores levantaram o dinheiro pra fazer uma continuação: The Man from Earth: Holocene. Que não, não é tão bom. Mas que vale ser visto, ainda assim, nem que seja pra rever esse personagem incrível que é John. Na verdade, o novo filme é uma tentativa de criar uma série de TV sobre o personagem ou, ao menos, uma série de filmes. Curiosamente, desta vez, os próprios produtores colocaram o filme em torrent e em sites de compartilhamento, pedindo doações para quem gostasse do resultado.

Procure The Man from Earth, o original. Pode comprar, baixar, emprestar… ele está até no You Tube, legendado, e em outros sites do tipo. Não sei se será seu tipo de filme. Não tem ação ou violência. Não tem correrias, tiros ou socos. Só tem um roteiro incrível, cheio de ideias sobre a condição humana — e a melhor ficção cientifica é, sempre, exatamente aquela que nos faz pensar sobre a humanidade e sobre nós mesmos.

MauMaurício Muniz é jornalista, tradutor e editor de livros, revistas e HQs. Gostaria de ser imortal para conseguir ler todos os gibis e livros que tem acumulados e para poder assistir os filmes empilhados em suas estantes

Clique abaixo e curta O PASTEL NERD no FACEBOOK e no TWITTER
para não perder nossas atualizações:

FacebookTwitter-Logo

Anúncios

Um comentário sobre “O filme de Ficção Científica que todo fã do gênero deveria assistir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s