12 curiosidades sobre o filme OS MESTRES DO UNIVERSO

motumovnorem_full

Comemoramos os 30 anos do filme do He-Man com 12 fatos pouco conhecidos a respeito da produção do longa-metragem.

Por Eduardo Marchiori

dolph-mr13Confesse: se você foi criança na década de 1980, certamente gritou muito a frase “Pelos Poderes de Grayskull” nas brincadeiras com seus amigos. e certamente também foi ao cinema na estreia de Mestres do Universo, filme estrelado por Dolph Lundgren no papel de He-Man. Provavelmente também voltou decepcionado do cinema porque aquele não era o herói que você viu na TV.

Pois bem… o fato é que o longa-metragem completou 30 anos de sua estreia nos Estados Unidos e, para comemorar, descobrimos várias curiosidades de bastidores que nem o Esqueleto deve saber, mas que O Pastel Nerd traz com detalhes para você.

1. He-Man Wars

A empresa de brinquedos Mattel recebeu, em 1976, uma proposta de George Lucas para produzir os bonecos de Star Wars, mas recusou a oferta, acreditando que aquela aventura espacial não tinha futuro. Após o megasucesso da trilogia, a empresa quis recuperar o tempo perdido e lançar uma linha similar de bonecos e o designer Roger Sweet desenvolveu três modelos (um com bárbaros, um com soldados e outro com astronautas). Os executivos da Mattel aprovaram o bárbaro, que ganhou uma história pregressa e se tornou He-Man (sem a identidade secreta do Príncipe Adam). Foi este personagem que serviu de base para o longa-metragem – e não o desenho animado, como muita gente acredita. Daí as diferenças conceituais entre os dois.

motu-heroes-1987

2. Da Suécia para Etérnia

O sueco Dolph Lundgren foi o primeiro ator a ser contratado para o filme. Antes de dar vida a He-Man, ele havia interpretado o lutador Drago, em Rocky IV (1985) e o guarda-costas Venz, que protege o General Anatol Gogol, em 007 – Na Mira dos Assassinos (1985). Conta-se que, quando o diretor foi contratado para dirigir o filme, ficou decepcionado ao saber que Lundgren já havia sido confirmado no papel, pois ele preferia o ator Matthew Modine interpretando He-Man.

3. Ursa Maligna

Sarah Douglas, a intérprete da kryptoniana Ursa, em Superman II (1980) e da Rainha Taramis, em Conan, o Destruidor (1984) tinha o estilo perfeito para interpretar Maligna, a feiticeira comparsa de Esqueleto. No entanto, ao ser convidada a atriz não se interessou pelo papel, que ficou com a atriz Meg Foster.

MV5BNWE0MzE5ZTItNDRhNy00MmY3LTg2YTktYjUyNDQ1YmI1Zjg3L2ltYWdlL2ltYWdlXkEyXkFqcGdeQXVyNDAxMTYzMjQ@._V1_

4, He-Man, Superman ou Spider-Man?

A Cannon Group, produtora do filme, planejava fazer um filme do Homem-Aranha e até chegou a divulgar um pôster da produção. No entanto, como tinha pouco orçamento, preferiu dividir o valor em caixa em duas produções – Superman IV – Em Busca da Paz e Mestres do Universo – a fim de lucrar o suficiente para produzir o filme do aracnídeo. Resultado: os dois filmes deram prejuízo e o filme do Homem-Aranha continuou na gaveta.

5. Acabou a Grana

Mestres do Universo teve um orçamento inicial de US$ 17 milhões. Quando o dinheiro acabou, o estúdio encerrou as filmagens antes do tempo previsto, forçando o diretor a criar soluções rápidas que conduzissem ao clímax do filme – a batalha final contra Esqueleto. Após dois meses, o estúdio conseguiu liberar um valor extra no orçamento – que fechou em US$ 22 milhões – e autorizou que o diretor finalizasse a história como havia planejado, mas num prazo bem curto.

masters-of-the-universe-movie-he-man-throne-room

6. Framboesa de Ouro? Ah, não…

O anão Gwildor (Billy Barty) foi criado especialmente para o filme para substituir o personagem Gorpo como alívio cômico da história. O motivo é que Gorpo exigiria um alto custo em efeitos especiais que o orçamento apertado não permitia. O mesmo vale para Gato Guerreiro, parceiro de He-Man, que precisaria ser feito em CGI e encareceria demais o projeto. Barty, por sinal, recebeu uma indicação para o Framboesa de Ouro, como pior ator coadjuvante, mas “perdeu” o troféu para David Mendenhall, de Falcão, o Campeão dos Campeões (outra produção da Cannon Group).

he-man-gwildor-04272017

7. Herói Pacifista

A Filmation, produtora da série animada de He-Man, não teve nenhuma participação no longa-metragem, nem como consultoria. Já a Mattel, interferiu em alguns detalhes: determinou que He-Man não matasse ninguém (motivo pelo qual o exército de Esqueleto é todo formado por robôs) e fez um concurso cujo vencedor teria um papel no longa-metragem, forçando o diretor a torcer tempo e orçamento para inserir um personagem que não estava programado. O vencedor, o garoto Richard Szponder, aparece brevemente, numa ponta, como um dos capangas de Esqueleto chamado Pigboy.

Frank1

8. A Volta dos que não Foram

Para a Cannon, o sucesso de Mestres do Universo parecia tão certo que o estúdio já tinha planejado uma continuação. O roteiro mostraria He-Man voltando à Terra para enfrentar Esqueleto – que tinha retornado ao nosso planeta e o transformado num local desértico. Com o fracasso comercial do filme, o roteiro foi reescrito e se tornou o filme Cyborg: O Dragão do Futuro (1989), estrelado por Jean-Claude Van Damme.

image_3180

9. Amor e Ódio

Frank Langella considera Esqueleto como um de seus melhores papéis no cinema. Ele adorou interpretar o vilão, principalmente para homenagear seu filho, que era um grande fã de He-Man. Lundgren, por sua vez, considerou o papel de He-Man como o pior de sua carreira e disse, em entrevistas, que as filmagens foram “um pesadelo”. Tanto que, na possível sequência, antecipou que não repetiria o papel, o que levou o estúdio a sondar o surfista Laird John Hamilton como substituto.

10. He-Man com Sotaque

Por conta da pouca fluência de Dolph Lundgren em inglês e seu forte sotaque, o diretor Gary Goddard planejava que sua voz fosse dublada por outro ator. No entanto, o contrato de Lundgren garantia que ele teria mais tempo para se dedicar a redublar suas falas na pós-produção. Mas, com o prazo apertado, o diretor preferiu deixar tudo como estava e a voz de Lundgren é a que foi gravada originalmente.

1b7f167d64070fdbc87cfe2dae6a34d1--dolph-lundgren-the-universe

12. Orçamento Apertado

Em esboços iniciais do roteiro, a trama de Mestres do Universo se passaria totalmente em Etérnia, inclusive com cenas passadas na Montanha da Serpente. No entanto, com as limitações orçamentárias, o diretor decidiu que a história deveria se passar na Terra. Goddard conseguiu um valor extra com o estúdio para filmar o início da história em Etérnia, ao menos.

mastersoftheuniverse1987.0109

12. Jack Kirby, Mestre do Universo

O desenhista e roteirista de quadrinhos, John Byrne, notou semelhanças do enredo do filme com a saga do Quarto Mundo, que Jack Kirby criou para a DC Comics. Byrne mencionou isso numa entrevista publicada na revista Comic Shop News e o diretor Gary Goddard respondeu a Byrne que procurou, sim, fazer uma homenagem a Kirby no longa-metragem, mas a todo o seu trabalho e não apenas ao Quarto Mundo.

Edu

Eduardo Marchiori é jornalista, escreve para a revista Mundo dos Super-Heróis e é responsável pelo blog Raio X (http://mutantexis.wordpress.com), também voltado à cultura pop. Sempre teve um crush pela She-Ra, mas preferiu manter segredo, com medo de apanhar do irmão bombado

Clique abaixo e curta O PASTEL NERD no FACEBOOK e no TWITTER
para não perder nossas atualizações:

FacebookTwitter-Logo

Anúncios

3 comentários sobre “12 curiosidades sobre o filme OS MESTRES DO UNIVERSO

  1. Eu amo Mestres do Universo. Pena que não agradou na época. Não sabia desse lance do Cyborg (outro filme que curto demais) ser adaptação de um possível segundo filme do He-Man. Nos anos 90 rolava uma história entre publicitários (desmentida depois) de que a linha de bonecos era para ser do Conan e mudaram para não ligarem as crianças a um material tão adulto. E, como um amigo disse acima, também li as legendas e vi o nome do Moebius no cast!
    A animação original da Filmation ainda é uma das minhas favoritas de todos os tempos (movimentos corporais copiados de Fire And Ice, trilha sonora épica em sintetizador aos moldes de “Feitiço de Aquila”, lições de moral no final de cada episódio, design fantástico de personagens), pena que nunca mais conseguiram repetir isso e tudo ficou pasteurizado demais.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s